Cardapio Low Carb

Compartilhar Rede Social
  •  
  •  
  •   
  •  
  • 312
  •  
  •  
  •  

Dietas  Low Carb Cardapio Para Secar 

  • Cardapio Low Carb: O que é e como fazer o seu

    Dieta  low carb  Cardapio para secar Em um mundo onde a aparência possui uma grande influência na vida das pessoas, não só as roupas têm se tornado um dos principais cuidados prezados pelos brasileiros, como também a preocupação de manter o corpo saudável e em forma está cada vez mais nítido.
    A dieta low carb, por sua vez, vem sendo a dieta queridinha daqueles que desejam emagrecer, principalmente por ser um método que tem se mostrado muito eficaz.
    Ao decorrer deste artigo, você irá entender tudo o que precisa saber para montar o seu cardápio low carb, ou se preferir, seguir o da gente, confira abaixo!

    O que é

    A dieta low carb nada mais é que um método bastante utilizado para promover o emagrecimento através da restrição de carboidratos.
    Esta dieta é, sobretudo, bastante indicada para os que possuem problemas relacionados com a obesidade ou a diabetes.
    Para aqueles que ficam na dúvida se a dieta low carb funciona, a resposta é positiva, visto que esta dieta tem como prioridade diminuir ao máximo a quantidade de alimentos que ingerimos ricos em carboidratos.
    Um exemplo dos alimentos que devem ser evitados, é a farinha de trigo, arroz e cereais.
    No entanto, os carboidratos não são e nem nunca devem ser totalmente eliminados em uma dieta, o recomendado na dieta low carb é consumir entre 45 a 55% de carboidratos durante o dia.
    Quais são os alimentos que podem ser ingeridos?
    Uma dúvida muito frequente é sobre quais são os alimentos que podem ou não ser ingeridos.
    Sabendo os alimentos corretos, você poderá compor o seu próprio cardápio low carb.
    Os alimentos permitidos são aqueles que possuem uma boa concentração de proteínas. Entre estes alimentos estão: Ovos, todo tipo de peixe ou frutos do mar, e carne.
    Outros tipos de alimentos são os que possuem gorduras boas, como o azeite, coco e o abacate.
    Cardápio low carb
    Vamos considerar um cardápio para manhã tarde e noite, em uma dieta low carb.

     

    Café da manhã

    Para o café da manhã o consumo de frutos vermelhos em uma salada de frutas são uma boa opção. Exemplos são as amoras, morango e framboesa.

    Almoço e Jantar

    Para o almoço ou jantar existem muitas receitas low carbs disponíveis, você pode decidir por espaguete de abobrinhas, receitas com frangos ou couve flor.
    Se quiser ter acesso a um conteúdo mais completo e conhecer as melhores receitas low carb para emagrecer, clique aqui para saber mais.

     

    Cardápio Low Carb Poderia uma dieta baixa em carboidratos lhe dar uma vantagem na perda de peso? Ajudá-lo a manter o peso permanentemente? Aqui está o que você precisa saber sobre a dieta baixa em carboidratos.

    Definição

    Uma dieta baixa em carboidratos limita carboidratos – como os encontrados em grãos, vegetais ricos em amido e frutas – e enfatiza os alimentos ricos em fe gordura. Muitos tipos de dietas low-carb existem. Cada dieta tem diferentes restrições sobre os tipos e quantidades de carboidratos que você pode comer.

    Propósito

    Uma dieta baixa em carboidratos é geralmente usada para perder peso. Algumas dietas de baixo carboidrato podem ter benefícios para a saúde além da perda de peso, como a redução dos fatores de risco associados ao diabetes tipo 2 e à síndrome metabólica.

    Por que você pode seguir uma dieta baixa em carboidratos

    Você pode optar por seguir uma dieta baixa em carboidratos porque você:

    • Quer uma dieta que restrinja certos carboidratos para ajudar você a perder peso
    • Quer mudar seus hábitos alimentares gerais?
    • Aprecie os tipos e quantidades de alimentos apresentados em dietas de baixo carboidrato

    Verifique com seu médico antes de iniciar qualquer dieta para perda de peso, especialmente se você tiver algum problema de saúde, como diabetes ou doença cardíaca.

    Detalhes da dieta

  • Como o nome diz, uma dieta baixa em carboidratos restringe o tipo e a quantidade de carboidratos que você ingere. Os carboidratos são um tipo de macronutriente que fornece calorias encontrado em muitos alimentos e bebidas.

    Os carboidratos podem ser simples ou complexos. Podem ainda ser classificados como simples refinados (açúcar de mesa), simples natural (lactose em leite e frutose em frutas), complexo refinado (farinha branca) e complexo natural (grãos integrais ou feijões).

    Fontes comuns de carboidratos que ocorrem naturalmente incluem:

    • Grãos
    • Frutas
    • Legumes
    • Leite
    • Nozes
    • Sementes
    • Legumes (feijões, lentilhas, ervilhas)

    Os fabricantes de alimentos também adicionam carboidratos refinados a alimentos processados ​​na forma de açúcar ou farinha branca. Exemplos de alimentos que contêm carboidratos refinados são pães brancos e massas, biscoitos, bolos, doces e refrigerantes açucarados e bebidas.

    Seu corpo usa carboidratos como sua principal fonte de combustível. Os carboidratos complexos (amidos) são decompostos em açúcares simples durante a digestão. Eles são então absorvidos pela

  • corrente sanguínea, onde são conhecidos como açúcar no sangue (glicose). Em geral, carboidratos complexos naturais são digeridos mais lentamente e têm menos efeito sobre o açúcar no sangue. Carboidratos complexos naturais fornecem volume e servem outras funções do corpo além do combustível.Níveis crescentes de açúcar no sangue ativam o corpo para liberar insulina. A insulina ajuda a glicose a entrar nas células do seu corpo. Alguma glicose é usada pelo seu corpo para gerar energia, alimentando todas as suas atividades, seja para correr ou simplesmente respirar. A glicose extra é
  • geralmente armazenada em seu fígado, músculos e outras células para uso posterior ou é convertida em gordura.A idéia por trás da dieta low carb  é que a redução dos carboidratos reduz os níveis de insulina, o que faz com que o corpo queime a gordura armazenada para gerar energia e, por fim, leve à perda de peso.

    Alimentos típicos para uma dieta baixa em carboidratos

    Em geral, uma dieta baixa em carboidratos se concentra em proteínas, incluindo carnes, aves, peixes e ovos, e alguns vegetais não-estatísticos. Uma dieta baixa em carboidratos geralmente exclui ou limita a maioria dos grãos, legumes, frutas, pães, doces, massas e vegetais ricos em amido e, às vezes, nozes e sementes. Alguns planos de dieta com baixo teor de carboidratos permitem pequenas quantidades de certas frutas, vegetais e grãos integrais.

    Um limite diário de 0,7 a 2 onças (20 a 60 gramas) de carboidratos é típico com uma dieta baixa em carboidratos. Essas quantidades de carboidratos fornecem 80 a 240 calorias. Algumas dietas de baixo carboidrato restringem bastante os carboidratos durante a fase inicial da dieta e aumentam gradualmente o número de carboidratos permitidos.

  • Em contraste, as Diretrizes Dietéticas para os Americanos recomendam que os carboidratos correspondam a 45% a 65% de sua ingestão total diária de calorias. Portanto, se você consumir 2.000 calorias por dia, precisará ingerir entre 900 e 1.300 calorias por dia de carboidratos.

    Low Carb Funciona mesmo?  Resultados

    Muito interessante a quantidade de pessoas interessadas na Dieta Low Carb e que estão comprando o Programa Low Carb, mas é normal surgirem dúvidas em alguns pontos, e por isso escrevi um artigo esclarecendo maiores detalhes.

     

    Abaixo um conteúdo que compartilho sobre a Dieta Low Carb, é bem interessante, se você não conhece muito sobre esta dieta ou tem algumas dúvidas você vai entender de uma vez por todas, o que é como funciona:

    Desde 2004, foram publicadas mais de 20 pesquisas que demonstraram a eficácia da REDUÇÃO de carboidratos na alimentação para emagrecer de vez (sem precisar contar calorias) e para a melhora geral da saúde.

     

    O principal motivo para as dietas Low Carb serem tão eficientes no emagrecimento é porque Ao reduzir o consumo de carboidratos e ingerir mais proteína e gordura, as pessoas sentem maior saciedade e automaticamente acabam consumindo menos calorias, sem precisar pensar em se controlar

     

    Mas qual é o objetivo da dieta low carb?

    O principal objetivo da dieta low carb é obrigar o corpo a utilizar gordura como sua principal fonte de energia na forma de corpos cetônicos que irão substituir a glicose obtida através dos carboidratos. Quando isso ocorre, o corpo está em cetose, que pode ser definida como um estado metabólico onde o corpo não mais obtém energia a partir da glicose. O resultado é uma mobilização das reservas de gordura do organismo (= queima de gordura), que agora passam a ser utilizadas como combustível para o metabolismo.

    A dieta low carb é um estilo de vida que propõe uma redução significativa da ingestão de carboidratos no cardápio. Na alimentação convencional cerca de 50 a 55% do que é consumido são carboidratos, já na dieta dos carboidratos esta média deve cair para 30% ou menos.

    Nos últimos anos 20 estudos recentes concluíram que a dieta low carb é uma melhor opção para a obesidade e sobrepeso, dada a rapidez em resultados para quem busca o emagrecimento. Isso acontece porque a redução dos carboidratos incentiva o corpo a adquirir energia por meio da gordura acumulada – por isso, o regime se popularizou como uma forma eficiente de perder barriga.

     

    Como a dieta low carb ajuda a emagrecer

    O método contribui para o emagrecimento saudável ao sugerir que a alimentação priorize os carboidratos de baixo índice glicêmico. Isto porque quando um carboidrato é ingerido ele tem a glicose que será utilizada pela célula para obter energia.

    Caso haja excesso de glicose, ela é estocada em forma de gordura e se for utilizada antes da próxima refeição não há ganho de peso. Para que o organismo consiga queimar a gordura estocada é preciso liberar um hormônio chamado glucagon que irá retirar essa energia estocada. Quando a dieta é rica em alimentos com alto índice glicêmico, ocorrem muitos picos de insulina e às vezes eles estão tão altos que o glucagon nunca é liberado. Sem o glucagon a gordura que está estocada não é queimada e não há perda de peso.

     

    Assim, quando a dieta prioriza a ingestão de alimentos de baixo índice glicêmico há uma alteração menor da insulina e consequentemente ocorre a produção de glucagon. Quando há a presença de fibras e proteínas a liberação do hormônio também é mais eficaz.

    Quando a dieta low carb propõe uma redução pequena de carboidratos, algo até 40% do que é ingerido no dia, ela também ajuda a emagrecer. Não só o carboidrato, mas a proteína e principalmente a gordura devem ser bem controlados. Com uma redução de 10% e com a melhora na qualidade do que será consumido, a pessoa conseguirá não só um bom resultado, mas também uma reeducação de hábitos alimentares.

     

    Antes e depois: Izabel Alvares perde 35 kg com dieta low carb

     

    ntes e depois de Izabel Alvares - Foto: Reprodução/Instagram

    (antes e depois de Izabel Alvares – Foto: Reprodução/Instagram)

    A chef Izabel Alvares é uma das pessoas que conseguiu emagrecer muito com a dieta low carb. Durante seu processo de emagrecimento, ela ainda conseguiu descobrir que é intolerante ao glúten. Ao todo, Izabel emagreceu 35 kg.

     

    Bem, eu espero que te ajude muito para tomar uma decisão certa para sua vida, a Dieta Low Carb não é moda como alguns pensam, ela existe a mais de 20 anos e a ciência comprova de fato os resultados de uma das únicas dietas que você consegue aliar sabor e saúde em sua mesa.

     

    Perda de peso

  • A maioria das pessoas pode perder peso se restringir o número de calorias consumidas e aumentar os níveis de atividade física. Para perder de 1 a 1,5 libras (0,5 a 0,7 kg) por semana, você precisa reduzir suas calorias diárias em 500 a 750 calorias.

    Dietas de baixo carboidrato, especialmente dietas muito baixas em carboidratos, podem levar a uma maior perda de peso a curto prazo do que dietas com baixo teor de gordura. Mas a maioria dos estudos descobriu que aos 12 ou 24 meses, os benefícios de uma dieta baixa em carboidratos não são muito grandes. Uma revisão de 2015 descobriu que dietas com maior teor de proteína e baixo teor de carboidratos podem oferecer uma pequena vantagem em termos de perda de peso e perda de massa gorda em comparação com uma dieta normal de proteína.

    Cortar calorias e carboidratos pode não ser a única razão para a perda de peso. Alguns estudos mostram que você pode perder peso porque a proteína e a gordura extra o mantêm mais cheio, o que ajuda você a comer menos.

    Outros benefícios para a saúde

  • Image result for saude
  • Dietas com pouco carboidrato podem ajudar a prevenir ou melhorar problemas graves de saúde, como síndrome metabólica, diabetes, pressão alta e doenças cardiovasculares. De fato, quase

  • qualquer dieta que ajuda a eliminar o excesso de peso pode reduzir ou mesmo reverter fatores de risco para doenças cardiovasculares e diabetes. A maioria das dietas de emagrecimento – não apenas dietas de baixo carboidrato – podem melhorar o colesterol no sangue ou os níveis de açúcar no sangue, pelo menos temporariamente.Dietas com pouco carboidrato podem melhorar os valores de lipoproteína de alta densidade (HDL) e triglicerídeos um pouco mais do que as dietas de carboidratos moderados. Isso pode ser devido não
  • apenas a quantos carboidratos você come, mas também à qualidade de suas outras escolhas
  • alimentares. Proteína magra (peixe, aves, leguminosas), gorduras saudáveis ​​(monoinsaturadas e poli-insaturadas) e carboidratos não processados ​​- como cereais integrais, legumes, verduras, frutas e produtos lácteos com baixo teor de gordura – geralmente são escolhas mais saudáveis.Um relatório da American Heart Association, do American College of Cardiology e da Obesity Society concluiu que não há evidências suficientes para dizer se a maioria das dietas pobres em carboidratos oferece benefícios saudáveis ​​para o coração.

    Riscos

    Se você repentinamente e drasticamente cortar carboidratos, você pode experimentar uma variedade de efeitos temporários na saúde, incluindo:

    • Dor de cabeça
    • Mal hálito
    • Fraqueza
    • Cãibras musculares
    • Fadiga
    • Erupção cutânea
    • Constipação ou diarréia

    Além disso, algumas dietas restringem tanto a ingestão de carboidratos que, a longo prazo, podem resultar em deficiências de vitaminas ou minerais, perda óssea e distúrbios gastrintestinais, e podem aumentar os riscos de várias doenças crônicas.

    Como as dietas baixas em carboidratos podem não fornecer os nutrientes necessários, essas dietas não são recomendadas como um método de perda de peso para pré-adolescentes e adolescentes do ensino médio. Seus corpos em crescimento precisam dos nutrientes encontrados em grãos integrais, frutas e vegetais.

  • Restringir severamente os carboidratos a menos de 20 gramas por dia pode resultar em um processo chamado cetose. Cetose ocorre quando você não tem açúcar suficiente (glicose) para energia, então seu corpo quebra a gordura armazenada, fazendo com que as cetonas se acumulem em seu corpo. Os efeitos colaterais da cetose podem incluir náusea, dor de cabeça, fadiga mental e física e mau hálito.Não está claro que tipo de possíveis riscos para a saúde a longo prazo uma dieta baixa em carboidratos pode representar, porque a maioria dos estudos de pesquisa durou menos de um ano. Alguns especialistas em saúde acreditam que, se você ingerir grandes quantidades de gordura e proteína de origem animal, o risco de doenças cardíacas ou certos tipos de câncer pode aumentar.Se você seguir uma dieta pobre em carboidratos, que é mais rica em gordura e, possivelmente, mais rica em proteína, é importante escolher alimentos com gorduras insaturadas saudáveis ​​e proteínas saudáveis. Limite os alimentos que contêm gorduras saturadas e trans, como carne, produtos lácteos com alto teor de gordura e bolachas e doces processados.

 

 O que Comer Em uma Dieta Low Cacrb 

Dieta low carb o que comer Nesta seção você pode aprender exatamente o que comer com pouco carboidrato, se você preferir guias visuais, listas detalhadas de alimentos, receitas deliciosas ou um simples guia de introdução.

Vamos começar com um rápido guia visual para baixo carboidrato. Aqui estão os grupos básicos de alimentos que você pode comer o que quiser, até que esteja satisfeito:

Alimentos dietéticos com baixo teor de carboidratos: Gorduras naturais (manteiga, azeite de oliva); Carne; Peixe e frutos do mar; Ovos; Queijo; Legumes que crescem acima do solo

Os números acima são gramas de carboidratos digestíveis por 100 gramas (3,5 onças). A fibra não é contada, você pode comer toda a fibra que quiser.

Todos os alimentos acima estão abaixo de 5% de carboidratos. Aderindo a estes alimentos fará com que seja relativamente fácil de ficar em uma rigorosa dieta baixa em carboidratos, com menos de 20 gramas de carboidratos por dia.

Tente evitar

Aqui está o que você não deve comer em carboidratos baixos – alimentos cheios de açúcar e amido. Esses alimentos são muito mais ricos em carboidratos.

Alimentos para evitar em baixa carb: pão, macarrão, arroz, batata, fruta, cerveja, refrigerante, suco, doces

 

Os números são gramas de carboidratos digestíveis por 100 gramas (3,5 onças), salvo indicação em contrário.

O que beber

Bebidas com baixo teor de carboidratos

Quais bebidas são baixas em carboidratos? A água é perfeita, assim como o café ou o chá. De preferência, não use adoçantes. Uma quantidade modesta de leite ou creme é bom em café ou chá (mas cuidado com café com leite e outros cafés especiais!). O copo de vinho ocasional é bom também.

Guias visuais de baixo carboidrato

Aqui estão guias visuais mais detalhados para a quantidade de carboidratos em alimentos comuns. Um alimento específico é baixo ou alto em carboidratos? Clique para descobrir:

Low-Carb SnacksLow-Carb Fruits
Low-Carb Nuts

O QUE É O PROGRAMA LOW CARB?

O PROGRAMA LOW CARB É UM PROGRAMA COMPOSTO POR 2 E-BOOKS COM SUGESTÃO DE CARDÁPIO LOW CARB + 350 RECEITAS DESENVOLVIDAS POR NUTRICIONISTAS PARA TODAS AS REFEIÇÕES DO SEU DIA: